AMI – Circular nº 009/2011 – 15.09.2011

Senhores Moradores do Bairro Intermares,

AUDIÊNCIA PÚBLICA – Foi realizada ontem, dia 14.09.2011, a Sessão Especial
da Assembléia Legislativa para discutir os problemas de infra-estrutura de
Intermares. Com público excepcional, tomando os espaços da Câmara
Legislativa, inclusive as galerias, A A.M.I. defendeu com raro brilhantismo
as questões que vêm angustiando os moradores do Bairro, tendo recebido
várias manifestações de apoio e elogios de parte do Presidente da Sessão,
pelas ações que estão sendo realizadas em defesa dos interesses do Bairro,
em especial a que se reporta à manutenção da sede da AMI.

Queremos aproveitar a oportunidade para agradecer a todos os
Deputados presentes à Sessão, bem como aos que promoveram a Audiência
Pública, abrindo um espaço magnífico para que pudéssemos expor os reais e
verdadeiros anseios da Comunidade Intermarense, além da mostra do precário e
lamentável estado das vias públicas do Bairro.

Transcrevemos, abaixo, matéria divulgada pela Assembléia Legislativa, através de seu site, nesta data de 15.09.2011:

“Prefeito de Cabedelo não comparece à sessão da ALPB e é acusado de descaso com município”

O plenário da Assembléia Legislativa ficou lotado, na tarde desta
quarta-feira (14.09), para debater os problemas de infraestrutura do
município de Cabedelo. A ausência mais notada e mais criticada foi a do
prefeito José Régis, que evitou o debate com moradores, representantes de
entidades comunitárias e parlamentares.

O deputado estadual Aníbal Marcolino (PSL), autor do requerimento que
proporcionou a sessão especial, centrou seu discurso no “descaso” da
administração municipal em relação ao bairro de Intermares, local onde é
cobrado o maior IPTU do Estado, segundo informou o parlamentar.

Opinião semelhante foi externada pelo deputado Trocolli Júnior (PMDB),
durante discurso feito da tribuna da Casa de Epitácio Pessoa. Ele disse que o
objetivo das pessoas que participaram da sessão é mudar as práticas
políticas e administrativas de Cabedelo, como forma de recolocar o município
nos trilhos de desenvolvimento. “Cabedelo é um dos menores municípios do
país, é uma cidade plana, é a segunda maior arrecadação de impostos do
Estado, tem porto, várias indústrias e mesmo assim continua marcando passo”,
declarou.

O ex-prefeito e atual vice-prefeito do Município, Sebastião Plácido, também
fez uso da palavra, ocasião em que deixou claro que estava participando do
evento como cidadão e não como representante do prefeito ou da administração
municipal. Ele informou que há algum tempo rompeu com o atual prefeito, José
Regis, por este último não ter acatado parte do plano do governo elaborado
por ele (Sebastião Plácido) e uma comissão de técnicos, o qual contemplava o
bairro de intermares. “O não cumprimento de um acordo, principalmente no que
tange a atenção ao bairro de Intermares, foi o principal motivo que me levou
a romper com o atual gestor da nossa cidade”, revelou.

O presidente da Associação dos Moradores de Intermares (AMI), José Caitano,
informou que a atual administração de Cabedelo é “inoperante”, no que diz
respeito à atenção com o bairro que representa. Ele disse que o prefeito
José Régis nada fez pelo bairro, o qual carece de infra-estrutura. “A nossa
luta é apolítica. Lutamos apenas por melhorias de infra-estrutura do nosso
bairro. O atual prefeito, José Régios, está governando a cidade pela
terceira vez e nunca abriu um canal de diálogo com os moradores de
Intermares”, desabafou.

José Caitano lembrou que Intermares foi fundado em 1980, com a abertura da
avenida principal e a construção do calçadão, na Orla Marítima, no governo
Burity, e que desde então nada foi feito pelo bairro. “Após a obra feita
pelo então governador Burity, nada mais foi feito pelo poder executivo
municipal em Intermares”, assegurou.

Trócolli Júnior considerou um desrespeito do prefeito e dos seus aliados a
ausência na sessão especial. Ele destacou a denúncia do presidente da
Associação dos Moradores de Intermares de que o prefeito José Régis estaria
por trás da fundação de uma nova entidade, apenas com fins eleitoreiros, já
que no ano que vem tem sucessão municipal.

Para o deputado Aníbal, “o povo está querendo apenas cobrar benefícios em
troca dos impostos que pagam. De forma contrária, o atual prefeito, nada fez
pelo município de Cabedelo e muito menos pelo bairro de Intermares”,
disparou.

O Suplente de vereador de Cabedelo, Waldir Tartaruga, foi mais além ao
afirmar que os problemas enfrentados pelos moradores de Intermares são os
mesmos encontrados nos demais bairros da cidade. “Os bairros mais afastados
do Centro, a exemplo de Intermares, Jacaré e Renascer não têm atenção do
poder público municipal”, garantiu.

Moradores do município de Cabedelo, notadamente do bairro de Intermares,
lotaram o plenário da Assembleia Legislativa. Durante a sessão, as pessoas
que passaram pela tribuna da Casa de Epitácio Pessoa não pouparam críticas
ao prefeito José Régis.

Ascom ALPB.

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para AMI – Circular nº 009/2011 – 15.09.2011

  1. Tenho a impressão que alguma melhoria deverá ser feita, porém só acredito em ações concretas quando a maioria dos habitantes do bairro mudar o endereço de seu voto. Afinal, a vida é movida
    por um jogo combinado de interesses.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s